Portal do Governo Brasileiro

Notícias do PAC

Assinar RSS O que é RSS?

Concluídas as doações de retroescavadeiras no RS

13 de Setembro de 2013

A entrega de retroescavadeiras da segunda etapa do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2) será universalizada no Rio Grande do Sul. A conclusão das doações ocorrerá nesta sexta-feira (13), durante cerimônia que oficializará o repasse de máquinas para mais 62 municípios do estado, com até 50 mil habitantes. A distribuição dos equipamentos será realizada pelo ministro do Desenvolvimento Agrário (MDA), Pepe Vargas, no Parque Municipal de Exposições Olmiro Callai, em Giruá (RS), aproximadamente 500 quilômetros de Porto Alegre.
 
A aquisição dos equipamentos foi efetivada pelo MDA com investimento de R$ R$ 9,6 milhões para aquisição das retroescavadeiras. Os maquinários têm como prioridade a reestruturação das estradas vicinais, as vias que os agricultores familiares usam para comercializar na cidade os produtos cultivados no campo. A iniciativa deve beneficiar cerca de 192 mil moradores da área rural, além de 55 mil produtores familiares.
 
Segundo o delegado federal do MDA no estado, Marcos Carlos Regelin, os benefícios alcançados com a conservação das estradas são constatados rapidamente. “As estradas em boas condições têm viabilizado o acesso às propriedades familiares, mesmo em períodos de chuva. Como consequência, nossos produtos estão sendo mais valorizados, pois chegam ao mercado com qualidade, em boas condições de conservação. Essa mudança traz benefícios para os municípios também, já que conseguem agregar valores importantes à sua economia”, analisa o delegado.
 
A opinião do delegado é reforçada pelo prefeito de Giruá, Ângelo Fabian Duarte Thomas. O município que fica na região Noroeste do estado é reconhecido por lei como a “Capital da Produtividade" no Rio Grande do Sul. O gestor acredita que a doação dos equipamentos permitirá às prefeituras intensificar as atividades de apoio ao homem do campo.

“Os agricultores familiares não possuem condições de mecanizar toda sua produção sozinhos. Hoje, diferentemente de 20 anos atrás, eles precisam desses serviços para desenvolver os trabalhos e a prefeitura precisa ser a grande parceira deles nessa etapa. Mas com os maquinários sucateados não conseguíamos realizar os serviços públicos e, muito menos, apoiar os agricultores. Essa estratégia do MDA é inédita para as prefeituras e fará a diferença nos municípios. Somente em Giruá, cerca de 80% das propriedades rurais são dedicadas à agricultura familiar”, completa o prefeito.

(Fonte: Ministério do Desenvolvimento Agrário)